Contaminação de águas superficiais por agrotóxicos em função do uso do solo numa microbacia hidrográfica de Agudo, RS

Edson C. Bortoluzzi, Danilo dos S. Rheinheimer, Celso S. Gonçalves, João B.R. Pellegrini, Renato Zanella, André C.C. Copetti
2006 Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental - Agriambi  
Realizou-se este trabalho com o intuito de quantificar a presença de moléculas de agrotóxicos em águas superficiais de três unidades paisagísticas (UP) com diferentes configurações de uso, numa microbacia hidrográfica de cabeceira em Agudo, RS. Dois coletores semi-automáticos de água foram instalados no córrego de cada UP, onde se coletaram amostras, por ocasião de chuvas, em três épocas da cultura do fumo: transplante, aterramento junto aos pés da cultura (planta com 6-10 folhas) e colheita.
more » ... princípios ativos imidacloprid, atrazina, simazina e clomazone foram quantificados por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência com Detecção no Ultravioleta (HPLC-UV). Clorpirifós, flumetralin e iprodione foram analisados por Cromatografia Gasosa com Detecção por Captura de Elétrons (GC-ECD), porém não apresentaram concentrações detectáveis nas amostras. Os pontos de coleta cuja UP se configurou com a presença de lavouras com fumo e de reduzida mata ciliar, mostraram pelo menos um princípio ativo de agrotóxico e em uma época; contudo, nenhum agrotóxico foi detectado na UP, que se apresentou totalmente coberta com vegetação permanente ou com expressiva proteção dos córregos pela mata ciliar.
doi:10.1590/s1415-43662006000400015 fatcat:ipmycfggxzahrdpp7k4pagaw5q