A satisfação com a vida e a funcionalidade em idosos atendidos em um ambulatório de geriatria

Giovana Sposito, Maria José D'Elboux, Anita Liberalesso Neri, Maria Elena Guariento
2013 Ciência & Saúde Coletiva  
O envelhecimento pode vir acompanhado de limitações funcionais que influenciam a autoestima, rebaixando o nível de satisfação com a vida. Estudos destacam a satisfação com a vida como preditor na qualidade de vida e tem forte relação com a queda da funcionalidade. Portanto, este estudo teve como objetivo verificar a relação entre a satisfação com a vida e a independência funcional e o desempenho de membros inferiores (força muscular, velocidade de marcha e equilíbrio) de idosos em seguimento
more » ... os em seguimento ambulatorial, em relação a grupos etários e de gêneros. Foram avaliados 125 idosos de ambos os sexos com idade mínima de 60 anos, atendidos em um ambulatório de geriatria. Os instrumentos utilizados foram: 1) Medida da Independência Funcional (MIF) para avaliar a dependência funcional; 2) Short Physical Performance Battery (SPPB) para medir o desempenho físico; 3) Satisfação com a vida. A amostra utilizada foi de conveniência, com predomínio do sexo feminino, os idosos mais velhos apresentaram maior comprometimento funcional. Na análise de regressão logística univariada e multivariada, a satisfação global com a vida autorrelatada e comparada foi mais satisfatória entre os idosos mais velhos. Os resultados sugerem que indivíduos mais velhos apresentam melhor satisfação com a vida mesmo com maior comprometimento funcional.
doi:10.1590/s1413-81232013001200004 pmid:24263864 fatcat:2o4bzd7onnctjfxqyaeprifsfu