Atrésia das coanas - A prática no Centro Hospitalar de Coimbra

José Santos Oliveira, Conceição Peixoto, Susana Andrade, Raquel Ferreira, Felisberto Maricato, Jorge Quadros, Carlos Ribeiro
2014
Introdução: A atrésia das coanas (AC) é uma obstrução congénita dos orifícios nasais posteriores, rara. O objectivo deste trabalho é realizar um estudo retrospectivo dos doentes orientados no HP-CHC (Hospital Pediátrico do Centro Hospitalar de Coimbra), para caracterizar o grupo de crianças tratadas, avaliar os resultados comparando-os com a literatura, bem como analisar possíveis factores preditivos de insucesso. Material e métodos: Estudo retrospectivo de nove crianças intervencionadas entre
more » ... rvencionadas entre Agosto de 2005 e Agosto de 2010. Resultados: Em termos epidemiológicos, cinco doentes são do sexo feminino e quatro do sexo masculino. Encontramos cinco casos de bilateralidade e quatro de unilateralidade, sendo todos à direita. Relativamente ao tipo de obstrução, sete casos eram do tipo misto e dois do tipo ósseo. Verificamos uma associação a Síndrome de Charge e outra a Síndrome de Treacher-Collins. A idade à data da intervenção cirúrgica variou entre 6-28 dias na bilateralidade e entre 4-8 anos na unilateralidade. A técnica cirúrgica usada foi a transnasal, com o emprego de "stent" de silastic e aplicação de mitomicina C. O seguimento foi realizado de forma quinzenal, com espaçamento progressivo. Constatámos três recidivas, com necessidade de intervenção cirúrgica. Conclusões: Trata-se de uma patologia rara, tendo os nossos resultados epidemiológicos e interventivos, semelhanças com a restante literatura. O nosso estudo aponta a idade precoce à altura da intervenção como um factor preditivo de restenose.
doi:10.34631/sporl.117 fatcat:jws7fx54tjcxzggfxgzag23zrm