Deglutição e fala de pacientes submetidos à glossectomia devido ao câncer de língua: relato de casos

Manuela Lunardi Burtet, Liliane Janete Grando, Cláudia Tiemi Mituuti
2020 Audiology: Communication Research  
RESUMO Este estudo teve como objetivo correlacionar o grau de comprometimento da deglutição e da fala de pacientes submetidos à glossectomia devido ao câncer de língua. Trata-se de um estudo de casos, de caráter transversal observacional, realizado em sete pacientes, com idade acima de 18 anos, que realizaram glossectomia como tratamento do câncer de língua. Foram excluídos da pesquisa pacientes que possuíam doenças neurológicas, ou que realizaram outras cirurgias de cabeça e pescoço, não
more » ... pescoço, não relacionadas ao câncer de língua. Foi realizada avaliação clínica da deglutição, por meio do protocolo Avaliação de Segurança da Deglutição (ASED) e classificação da ingestão oral, conforme a Escala Funcional de Ingestão por Via Oral (Functional Oral Intake Scale - FOIS) A avaliação da fala se deu por meio do protocolo MBGR (Marchesan, Berrentin-Felix, Genaro, Rehder). Observou-se que as maiores alterações na deglutição ocorreram em fase oral da deglutição, havendo necessidade de modificações na alimentação, impactando o nível de ingestão oral. As alterações de fala mais encontradas foram distorção nos fonemas linguoalveolares /ɾ/ e /l/ e linguopalatais /s/, /z/, /ʃ/, /ʒ/ e imprecisão articulatória. Houve correlação entre as alterações de deglutição e o nível de ingestão oral e as alterações de fala, demonstrando que, quanto maiores as modificações presentes na alimentação, maiores as alterações de fala encontradas nos indivíduos do presente trabalho.
doi:10.1590/2317-6431-2019-2183 fatcat:5zsetopn5bc63hg5iyiczt6tsu