EXPLORAÇÃO E SOFRIMENTO MENTAL DE PROFESSORES: UM ESTUDO NA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO PARANÁ

Guilherme Souza Cavalcanti de Albuquerque, Lucas Nathã Almeida Lira, Isaías dos Santos Junior, Ricardo Luiz Chiochetta, Paulo de Oliveira Perna, Marcelo José de Souza e Silva
2018 Trabalho, Educação e Saúde  
Resumo A reestruturação do mundo do trabalho tem exercido forte impacto sobre as condições de vida e saúde da classe trabalhadora. Os professores têm sofrido, assim como os demais trabalhadores, a precarização do trabalho, entre outras consequências da acumulação flexível, com o aumento das exigências sem o incremento suficiente dos recursos necessários para o desempenho do trabalho. A intensa elevação do sofrimento mental dos docentes parece estar ligada às novas condições de trabalho. Visando
more » ... e trabalho. Visando a fornecer subsídios para o enfrentamento dessa questão, realizou-se pesquisa buscando verificar a associação entre a elevação da exploração no trabalho dos docentes e o sofrimento mental. Efetuou-se estudo transversal por meio da plataforma Limesurvey, em que 1.201 professores da rede estadual responderam a dois questionários on-line: o Self-Reporting Questionnaire-20 e outro, elaborado pelos pesquisadores, sobre as condições de trabalho dos docentes. Carga horária semanal, número de alunos por turma e número de turmas por professor apresentaram associação com transtornos psíquicos menores. A associação de número de alunos por turma com a presença de transtorno psíquico menor foi estatisticamente significativa. Concluiu-se que a prevalência de casos indicativos de distúrbios psíquicos é muito elevada entre os professores, havendo indícios de associação com diversas formas de exploração no trabalho docente.
doi:10.1590/1981-7746-sol00145 fatcat:snxecjst3bcnjewacjtz77qqru