Atributos físicos e biológicos de Argissolo Vermelho-Amarelo Amazónico sob diferentes sistemas de uso e manejo

James Rodrigo Colodel, Maria Aparecida Pereira Pierangeli, Marcelo Fernando Pereira Souza, Marcos Antônio Camillo de Carvalho, Flávio Carlos Dalchiavon
2018 Revista de Ciências Agrárias  
A qualidade de um solo é definida por meio da interação entre atributos químicos, físicos e biológicos, os quais são fundamentais como indicadores de sustentabilidade dos sistemas agrícolas. Assim, o trabalho teve como objetivo verificar o efeito de diferentes sistemas de manejo e uso sobre os atributos físicos e biológicos de Argissolo Vermelho-Amarelo da região amazónica. O estudo foi realizado em Alta Floresta -Mato Grosso (Brasil) (09°56'20"S e 55°55'42"W; altitude de 285 metros). Foi
more » ... metros). Foi adotado o delineamento por blocos, sendo 6 tipos de ocupação do solo, com 5 repetições e parcelas de 100 m² cada. Os sistemas adotados foram: vegetação natural, café conilon (Coffea canephora), lavoura convencional (área destina ao cultivo de soja e milho safrinha), pastagem de Panicum maximum (Mombaça), Brachiaria brizantha (Brizantão ou Braquiarão) com calagem e Brachiaria brizantha sem calagem. Avaliaram-se os atributos físicos: macroporosidade (Ma), microporosidade (Mi), porosidade total (Pt) e densidade do solo (Ds), além dos atributos biológicos: respiração basal; carbono da biomassa microbiana (CBM); quociente metabólico (qCO 2 ) e quociente microbiano. A vegetação nativa apresentou a menor microporosidade e a maior taxa do CBM. O qCO 2 foi maior na pastagem de Panicum maximum. Os sistemas com pastagens promoveram redução da macroporosidade e porosidade total do solo. O sistema com lavoura convencional apresentou menor qualidade biológica em comparação aos demais sistemas. Palavras-chave: qualidade do solo, atividade microbiana, carbono da biomassa microbiana, porosidade do solo. A B S T R A C T The soil quality is defined by the interaction among chemical, physical and biological attributes, which are fundamental as indicators of sustainability of the agriculture systems. Thus, the study aimed to verify the effect of the management and use systems on physical and biological properties of a Yellow-Red Argissol in the Amazon region. The study was conducted in Alta Floresta, state of Mato Grosso (Brazil) (09°56'20 "S and 55°55'42" W; altitude of 285 meters). A block design was adopted, with 6 types of soil occupation and with 5 replications in plots of 100 m² each. The systems used were: natural vegetation, conilon coffee (Coffea canephora), conventional tillage (field to grow soy and maize crops), Panicum maximum (Mombaça) pasture, Brachiaria brizantha (Brizantão ou braquiarão) with liming and Brachiaria brizantha without liming. The physical attributes evaluated in this study were: macroporosity (Ma), microporosity (Mi), total porosity (Pt) and density of soil (Ds). The biological attributes were: basal respiration; microbial biomass carbon (MBC), microbial quotient and metabolic quotient (qCO 2 ). The native vegetation system had lower microporosity and the higher rates of MBC. The qCO 2 was greater in Panicum maximum pasture. Systems with pastures promoted the reduction of macroporosity and total porosity of the soil. The conventional farming systems showed lower biological quality when compared to the other systems.
doi:10.19084/rca17253 fatcat:i6fdqqq7nrd3fig6wu225pbzu4