Conceito educativo de podcast: um olhar para além do foco técnico

Formação Educação, Tecnologias, Julho
2013 unpublished
Resumo: A partir do entendimento de Mikhail Bakthin (2010), para o qual a linguagem carrega em si o conjunto de valores que a permeia, este artigo problematiza as definições da tecnologia podcast em sua área de estudos educativos de modo a levantar a existência de valores em comum associados a tais definições, analisando se estes se relacionam com referenciais educativos contemporâneos, representados pela concepção progressista de Paulo Freire (1971). Posteriormente, será caracterizada a
more » ... acterizada a natureza educativa da tecnologia em foco de modo a, partindo dos quesitos levantados, elaborar-se o objetivo central deste estudo: a construção de uma definição para o podcast coerente com o referencial educacional elencado. Aproveitando-se das exposições do filósofo Andrew Feenberg (2003) e elencando critérios de privilégio ao uso humano dos objetos tecnológicos nessa área, a definição proposta terá como alicerce a consideração conceitual da tecnologia na educação, vista e definida em razão de seu "fazer humano", e não de suas características técnicas. A partir da conceituação constituída, o podcast será contraposto ao rádio, de modo a desvelar as particularidades de ambas tecnologias a fim de, caracterizando a natureza específica do podcast, verificar-se a validade da definição oferecida. Palavras-chave: podcast, tecnologia educacional, oralidade digital, rádio educativo; definição. 1. INTRODUÇÃO Entendendo a linguagem como reprodutora do ideário dos grupos que a concebem e a utilizam, é possível observar os critérios de definição de tecnologias na educação como não neutros. E, não o sendo, sublinha-se a relevância de elaborações atentas ao que representam no campo da tecnologia educacional. Para Mikhail Bakthin (2010), a linguagem configura-se não como domínio estrito do abstrato, mas, por meio de suas formas dinâmicas, constitui-se em campo objetivo da luta de classes, enquanto embate de valores conflitantes entre grupos sociais distintos. Em vista disso, as construções da linguagem implicam no desvelamento do cenário ideológico que as originam, associando suas características particulares como oriundas das ideias que representam, considerando que "Sem signos não existe ideologia" (Bakhtin, 2010, p.31). Transpondo tal pensamento à observação das definições utilizadas na área da tecnologia na educação, é possível afirmar que essas não são exceção no panorama posto: os critérios e pontos de foco elencados nessas definições representam posicionamentos e valores expressos no "pensar" que exercitam. Considerando a importância de tais posições tomadas no pensamento da tecnologia educacional, guia para o exercício pedagógico das
fatcat:xid7hjtabjhwlnec5qoxybg66y