Dor para não ter dor: aplicação de anestésico tópico

Luís Batalha, Maria Carreira, Maria Correia
2011 Revista de Enfermagem Referência  
Resumen pp.203-209 Resumo Revista de Enfermagem Referência P R É M I O S D E I N V E S T I G A Ç Ã O E S E n f C 2 0 1 1 -2 . º P r é m i o Dor para não ter dor: aplicação de anestésico tópico Pain not to have pain: application of topical anesthetic Dolor para no tener dolor: aplicación de anestésico tópico A utilização do anestésico local EMLA® para a execução de procedimentos dolorosos em crianças é uma prática cada vez mais comum. Algumas das técnicas usadas parecem ser mais bem aceites do
more » ... is bem aceites do que outras. O objetivo deste trabalho foi comparar três técnicas de aplicação do EMLA® creme quanto à dor que provoca na remoção do penso protetor e punção venosa (PV) para a criança. Através de um estudo clínico prospetivo, randomizado e controlado, estudaram-se 142 crianças, com idades compreendidas entre os 4 e os 14 anos, que recorrem à consulta externa de especialidades e subespecialidades médicas de um hospital pediátrico, e com necessidade de PV. Das três técnicas utilizadas, comprovou-se que a técnica C, em que se usou a base de uma tetina e uma ligadura elástica, foi considerada indolor e a técnica padrão a mais dolorosa (P<0,05). Todas as técnicas foram eficazes na prevenção da dor na PV. A criança, pais e enfermeiros foram unânimes quanto à preferência pela técnica C. Conclui-se que o uso da técnica C é de fácil e de rápida execução, não dispendiosa e indolor para a criança tendo a preferência de pais e enfermeiros, pelo que se recomenda a sua utilização neste grupo etário.
doi:10.12707/riii11105 fatcat:7vhaomcqfbfm3l5wypx5dywumm