Health education with prostitutes: an experience to couple of education/Educação em saúde com prostitutas: uma experiência de educação aos pares/Educación para la salud con prostitutas: una experiencia de la educación para pareja

Thaís Gomes Oliveira Reis, Jardeliny Corrêa da Penha, Érica De Alencar Rodrigues Neri, Givaneide Oliveira de Andrade Luz, Priscila De Souza Aquino
2014 Revista de Enfermagem da UFPI  
Objective: To know the experience of social educators on health education activities with prostitutes. Methodology: Case study, descriptive, social educators conducted with the Association of Sex Workers of the Municipality of peaks. Data were collected from September to October 2010, through non-participant observation of educational activities conducted with prostitutes and interviews with social educators. Observation data were recorded in a diary, and the content was transcribed and
more » ... scribed and recorded the statements were categorized according to content analysis of Bardin. The ethical aspects were respected. Results and discussion: We observed that social educators take pleasure in performing that work together to prostitutes because they realize its importance with regard to the prevention of STD/AIDS. By now they had experienced prostitution, education pairs can be performed in a more direct way, in order to minimize doubts. However, the lack of greater incentives and discrimination by society are factors that hinder the success of the work. FINAL THOUGHTS: One learns that are needed for more effective intervention programs that facilitate the educational work of the Association, as well as capabilities for conducting education in pairs. Decriptors: Prostitution. Health Education. Health Promotion. RESUMO Objetivo: Conhecer a vivência de educadoras sociais sobre atividades de educação em saúde com prostitutas. Metodologia: Estudo de caso, descritivo, realizado com educadoras sociais da Associação das Profissionais do Sexo do Município de Picos-PI. Os dados foram coletados de setembro a outubro de 2010, por meio de observação não participante de atividades educativas realizadas junto às prostitutas e de entrevistas com as educadoras sociais. Os dados da observação foram registrados em um diário de campo, e o conteúdo gravado foi transcrito e as falas foram categorizadas, segundo análise de conteúdo de Bardin. Os aspectos éticos foram respeitados. Resultados e discussão: Observou-se que as educadoras sociais sentem prazer em realizar esse trabalho junto às prostitutas, pois percebem sua importância no que se refere à prevenção das DST/Aids. Por já terem vivenciado a prostituição, a educação aos pares pode ser realizada de forma mais direcionada, com vistas a minimizar dúvidas. No entanto, a falta de maiores incentivos e a discriminação por parte da sociedade são fatores que dificultam o êxito do trabalho realizado. Considerações finais: Aprende-se que são necessários programas de intervenção mais eficazes que facilitem o trabalho educativo realizado pela Associação, bem como capacitações para a realização de educação aos pares. Palavras-chave: Prostituição. Educação em Saúde. Promoção da Saúde. RESUMÉN Objetivo: Conocer la experiencia de educadores sociales en las actividades de educación en salud con prostitutas. Metodología: Estudio de caso, descriptivo, realizado con los educadores sociales de la Asociación de Trabajadoras Sexuales de la Municipalidad de Picos-PI. Datos fueron recogidos entre septiembre y octubre de 2010, a través de observación no participante de actividades educativas llevadas a cabo con prostitutas, contenido se transcribe y las líneas se clasificaron de acuerdo con el análisis de contenido de Bardin. Se respetaron los aspectos éticos. Resultados y discusión: Las educadores sociales se complacen en la realización de ese trabajo junto a las prostitutas porque se dan cuenta de su importancia en relación con la prevención de ETS/SIDA. A estas alturas ya habían experimentado la prostitución, parejas de educación se pueden realizar de una manera más directa, con el fin de minimizar las dudas. Sin embargo, falta de mayores incentivos y discriminación por parte de la sociedad, son factores que dificultan el éxito de la obra. Consideraciones finales: Aprehende que son necesarios para los programas de intervención más eficaces que faciliten la labor educativa de la Asociación, así como las capacidades para llevar a cabo la educación en pares. Palabras clave: Prostitución. Educación en Salud. Promoción de la Salud.
doi:10.26694/reufpi.v3i3.1740 fatcat:5ubkppzu6rf7nhqoqd66qhyh6m