De Roma a Verona: espaços trágicos shakespearianos

Marlene Soares dos SANTOS
2019 Scripta Uniandrade  
RESUMO: A crítica shakespeariana tem privilegiado o estudo das suas personagens e suas histórias, raramente destacando onde as tramas se desenrolam. Entretanto, na época elisabetana-jaimesca, as fronteiras do mundo, já alteradas por livros de viajantes da Idade Média, se alargaram enormemente graças às descobertas marítimas, impondo uma outra cartografia ao globo terrestre. O teatro, em uma época carente de meios de informação, divulgava as notícias com referências às novas terras que começaram
more » ... erras que começaram a surgir no palco. Este ensaio discute como a geografia contemporânea influenciou Shakespeare aparecendo na linguagem de algumas comédias; quanto às tragédias, que ocorrem em passados distantes, ele incorporou o alargamento geográfico ao seu processo criativo resultando em espaços dramáticos memoráveis que apresentam possibilidades outras de leitura. ABSTRACT: Shakespearean criticism has mainly focused on the study of his characters and their stories, mainly ignoring the places where the plots occur. Yet, in the Elizabethan and Jacobean eras the world frontiers, already altered due to medieval travellers' books, expanded enormously owing to the sea voyages, imposing another cartography on the globe. The theatre, in an age lacking means of information, spread the news regarding the new lands which began to appear on the stage. This essay discusses how the contemporary geography influenced Shakespeare shown in the language of some comedies; as to the tragedies, which occur in the distant past, he incorporated the geographic expansion into his creative process resulting in memorable dramatic spaces and other possibilities of reading. "Let Rome in Tiber melt... Here is my space". (Antony and Cleopatra, 1.1.35-36) "In fair Verona, where we lay our scene" (Prologue, Romeo and Juliet) INTRODUÇÃO Em A comédia dos erros (1594) Drômio de Siracusa descreve a criada que o perseguia com intenções amorosas como sendo "esférica como um globo" e "toda coberta de países". Segue-se um diálogo com o seu amo em que parte do saber geográfico da época é localizada no corpo feminino. Drômio de Siracusa: Dos pés à cabeça mede o mesmo que de um lado a outro; é esférica como um globo. Ela é toda coberta de países.
doi:10.5935/1679-5520.20190029 fatcat:bavn65walrhj5fhnkirtzfjbuy