GÊNERO E SEXUALIDADE NAS REDES VIVENCIADAS NO COTIDIANO DAS ESCOLAS

Patrick Dos Santos Silva
2019 Revista Diversidade & Educação  
Mesmo que os/as educadores/as tentem negar as dimensões da sexualidade, no ambiente escolar, os/as educandos/as protagonizam- na em conversas na sala de aula, nos namoros, nos bilhetes trocados. Na tentativa de quebrar tabus e desenvolver uma sexualidade saudável e sem preconceitos, foi desenvolvido na xxxxxxxx[1] o projeto de pesquisa: "Gênero e sexualidade nas redes vivenciadas pelos/as professores/as no cotidiano das escolas". O trabalho buscou acompanhar os fluxos das escolas, em suas redes
more » ... olas, em suas redes de intensidades e os processos de subjetivação implícitos nas produções dos/das professores/as no que se refere ao gênero e sexualidade. Inspirada na pesquisa cartográfica no/dos/com os cotidianos, sugerimos oportunizar outras formas de ver, pensar e compreender a temática (DELEUZE, 1998; ROLNIK, 2011). Nesse sentido, nos interessamos por acompanhar como as experiências vivenciadas nesses ambientes são reinventadas pelos/as professores/as resignificando a sua formação.Palavras- chave: Gênero. Sexualidade. Cotidianos Escolares. [1] Optamos por utilizar xxxxxxxx, a fim de manter o anonimato no momento da apreciação da proposta.
doi:10.14295/de.v7i1.9006 fatcat:z2eygohfcbcqnc42xahvfjuo5a