AVALIAÇÃO DA FRAGILIDADE AMBIENTAL COMO SUBSÍDIO PARA GESTÃO AMBIENTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO DO BELTRÃO - MS

Erivelton Pereira Vick, Edson Rodrigo dos Santos da Silva, Vitor Matheus Bacani, César Gustavo da Rocha Lima, Ariane Aparecida Peluco, Frederico Dos Santos Gradella, Hermiliano Felipe Decco, Vincler Fernandes Ribeiro de Oliveira, Milto Ferreira Neto, Rafael Martins Brito
2021 Geo UERJ  
A bacia hidrográfica do Ribeirão do Beltrão apresenta área de 300 km², localizada no município de Selvíria-MS, é marcada por intensas transformações na paisagem, e possui dois assentamentos rurais, o São Joaquim (35,14 km²) e o Alecrim (12,7 km²). O objetivo deste trabalho foi avaliar a fragilidade ambiental, levando em consideração a relação de variáveis como solos, declividade, intensidade pluviométrica, áreas prioritárias para conservação da biodiversidade e uso e cobertura da terra. Os
more » ... dimentos metodológicos consistiram na sobreposição ponderada dessas variáveis em ambiente SIG (Sistema de Informação Geográfica). Os resultados indicaram que na maior parte da bacia ocorre média fragilidade ambiental (45,7%) associada às áreas de pastagem e silvicultura, com declividades entre 6% e 12%, seguida pela baixa fragilidade ambiental (43,1%), concentrada em locais com a presença de vegetação natural; muito alta (11,1%), correlacionadas as áreas de planície de inundação que apresentam uma dinâmica complexa e necessitam de um manejo conservativo, visto que, estas áreas encontram-se em grande maioria fora das áreas de APPs (28,1 km²), e alta (0,1%), que é incipiente no mapeamento realizado.
doi:10.12957/geouerj.2021.44364 fatcat:2d2eqixgl5ccbb3fkoicrcymem