Partir e ficar de famílias em território marcado pela mineração de urânio: estudo merleau-pontyano

Carla Eloá de Oliveira Ferraz, Samia de Carliris Barbosa Malhado, Patrícia Anjos Lima de Carvalho, Luma Costa Pereira, Edite Lago da Silva Sena
2017 Saúde em Debate  
RESUMO Estudo fenomenológico baseado no referencial merleau-pontyano, com objetivo de desvelar a percepção de famílias do entorno da Unidade de Concentrado de Urânio em Caetité, Bahia, Brasil, sobre o residir em contexto de vizinhança com a mineradora. As descrições produzidas por meio de entrevistas em grupo com 12 familiares residentes da área de influência da mineradora foram submetidas à analítica da ambiguidade e revelaram a categoria: partir e ficar como (im)possibilidade de tornar-se
more » ... de de tornar-se outro, desvelando a ambiguidade vivenciada, em que a permanência no local envolvia a manutenção de vínculos com a natureza, a vizinhança, o trabalho rural, mas implicava prejuízos à saúde, finanças e existência.
doi:10.1590/0103-1104201711504 fatcat:g4i5s5vdrrgmhndgc7itz6isl4