Produção e teor de amido da batata-doce em cultivo sob adubação com matéria orgânica

Ademar P. de Oliveira, Petronio C. Gondim, Ovídio P. R. da Silva, Arnaldo N. P. de Oliveira, Saulo C. Gondim, Juliete A. Silva
2013 Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental - Agriambi  
Este trabalho foi realizado na Universidade Federal da Paraíba, Areia, PB, no período de abril a agosto de 2009, com o objetivo de avaliar o comportamento da batata-doce adubada organicamente, em delineamento experimental de blocos casualizados em esquema fatorial 3 x 6, com três fontes de matéria orgânica (esterco bovino, caprino e galinha) seis doses; estercos bovino e caprino (0, 10, 20, 30, 40 e 50 t ha-1) e o esterco de galinha (0, 5, 10, 15, 20 e 25 t ha-1), com três repetições. A fonte
more » ... petições. A fonte de matéria orgânica esterco de caprino e de galinha proporcionou pesos médios de raízes de batata-doce de 264,9 e 197,6 g, respectivamente, nas doses de 39,8 e 12,9 t ha-1. O esterco bovino apresentou massa média de 202,2 g. A produtividade total média em função das doses de esterco bovino foi de 13,3 t ha-1. A máxima produtividade comercial de raízes na batata-doce de 16,7 t ha-1 foi obtida na dose estimada de 29,0 t ha-1 de esterco caprino. Dentre as matérias orgânicas avaliadas o esterco caprino foi o que apresentou melhor resposta para a produtividade comercial de raízes. O teor de amido sofreu influência significativa das fontes de matéria orgânica.
doi:10.1590/s1415-43662013000800005 fatcat:oi2setuklrepdolavwhatsnvum