HANNAH ARENDT: IMAGINAR, PERDOAR E PROMETER COMO PRINCÍPIOS ÉTICOS PARA A AÇÃO Hannah Arendt: imagine, forgive and promise as ethical principles to action

Daniela Grillo De Azevedo
unpublished
Resumo: Hannah Arendt (1906-1975), pensadora da política, desenvolveu diversos conceitos em sua obra, porém, o foco da discussão é sempre a política, ou ainda, o mundo comum. Nesse sentido, este artigo alinha-se ao tema proposto pela revista Seara Filosófica-UFPel, "Os 70 anos do final da Segunda Guerra Mundial", centrando-se na apresentação de alguns conceitos que, segundo Arendt, possibilitam compreender o Totalitarismo, mas em especial, continuar a convivência e a ação política no mundo em
more » ... ítica no mundo em que o Nazismo e seus consequentes resultados foram possíveis. Tais conceitos são o que a autora chama de compreender, imaginar, perdoar e prometer. Estes figuram-se como categorias éticas indispensáveis para a ação, atividade que é, conforme Arendt, política por excelência. A ação, por ser imprevisível, irreversível e ilimitada, necessita de tais pressupostos éticos para que se possa viver, conviver e agir no mundo em que barbáries foram possíveis, bem como, ainda o são. Palavras-chave: Ação; Política; Perdoar; Prometer. Abstract: Hannah Arendt (1906-1975), political thinker, made manifold concepts at your work, though the discussion target is ever the focus political. In this sense, the article joins at the proposed aim by the periodical Seara Filosófica-UFPel: "second World War 70th anniversary", centralizing in the presentation of many conceptions, according Arendt, enable to understanding the totalitarianism, in special, keep to living and acting politically, at the world where Nazism and your effect ware to possible. These concepts are understanding, imagining, forgiving and promising, according the thinker. These are ethical categories indispensable for the acting, a kind political per se. The act is without reverse limit and to necessary therefore it need of ethical precepts to we can to living, living together and we acting in the world was barbarians have been viable, and it are yet. Passou-se 70 anos desde o final da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Muitos aprendizados e reflexões depreenderam-se desde que esta guerra acabou e o mundo conheceu os detalhes dos terríveis fatos ocorridos neste período, levando assim, muitos a pensarem e a procurarem dar sentido, justificativa ou explicação ao que ocorreu. Principalmente no que tange ao genocídio, mas também, como foi possível tantas pessoas comporem, concordarem e atuarem na "máquina" Nazista.
fatcat:xetwvhfdmvgkderkg6q63bo7ja