Inclusões intracelulares associadas à "espiga branca" do trigo

E. W. Kitajima, V. R. Caetano, A. S. Costa
1971 Bragantia  
Fragmentos da epiderme inferior de fôlhas de trigo com sintomas típicos da anomalia conhecida como "espiga branca", examinados ao microscópio convencional, mostraram a constante ocorrência de inclusões intracelulares, de dimensões avantajadas e de aspecto fibrilar e enovelado. Freqüentemente, células adjacentes aquelas que continham inclusões apresentavam formações aciculares, em seu interior. Seções ultrafinas dessas folhas, examinadas ao microscópio electrô-nico, revelaram que tais inclusões
more » ... que tais inclusões eram de localização citoplasmática e formadas por uma massa de partículas filamentosas de 7-10 m¼ em diâmetro e de comprimento indeterminado, idênticas àquelas encontradas em preparações "leaf dip". Várias alterações celulares, como hipertrofia do nucléolo, degeneração dos cloroplastos e vesicularização do retículo endoplasmático, puderam também ser notadas. Ocasionalmente, formações cristalinas foram notadas na periferia e mesmo no interior do núcleo. A semelhança das inclusões citoplasmáticas e das partículas que as compõem, com aquelas descritas, associadas à infecção do vírus da "hoja blanca" do arroz, e também o fato de o trigo desenvolver sintomas do tipo espiga branca quando inoculado experimentalmente com o vírus da "hoja blanca", parecem reforçar a sugestão de que a espiga branca do trigo teria etiologia virosa e que o agente causal seria do grupo do vírus da "hoja blanca" do arroz. A constante associação das inclusões celulares com a condição de espiga branca, em trigo, constitui mais um elemento para sua rápida diagnose.
doi:10.1590/s0006-87051971000200002 fatcat:t6tje2ouwrgzlkf2ddfgmxqniq