Bambu como matéria-prima para papel: IV - Estudos sôbre o emprêgo de cinco espécies de Bambusa,na produção de celulose sulfato

Anísio Azzini, Dirceu Ciaramello
1971 Bragantia  
Com o presente trabalho, os autores dão continuidade aos estudos com que se procura determinar as características papeleiras das principais espécies de bambu com bom desenvolvimento nas condições ecológicas do Estado de São Paulo. Bambusa tuldoides, B. textilis, B. ventricosa, B. malingensis e B. dissimulator foram estudadas levando-se em consideração as seguintes variáveis: dimensões dos colmos, densidade básica, análise micrométrica das fibras, rendimento em celulose sulfato (Kraft) e
more » ... o (Kraft) e características físico-mecânicas das pastas produzidas. As densidades básicas médias calculadas para as espécies em estudo não apresentaram muita variação, com valores extremos de 0,62 e 0,78. Relativamente ao comprimento médio das fibras, as espécies de bambu estudadas mostraram ocupar uma posição intermediária entre as resinosas e as principais espécies arbóreas folhosas utilizadas pela indústria de papel. Os rendimentos médios em celulose sulfato, considerando cinco repetições, foram de 43,75% para B. textilis, 42,53% para B. tuldoides, 41,74% para B. ventricosa, 36,57% para B. dissimulator e 35,82% para B. malingensis, com número de permanganato variando de 18,37 a 17,03. Análise estatística dos dados de resistência do papel demonstrou que B. dissimulator, com exceção do índice de rasgo, apresentou maiores valores que as demais espécies em estudo.
doi:10.1590/s0006-87051971000200015 fatcat:mdodbieotvg45hwmonxgyj2j24