W OU A INVENÇÃO DA MEMÓRIA COMO INSCRIÇÃO DO SUJEITO

Rodrigo Ielpo
2015 Alea: Estudos Neolatinos  
Resumo Em 1975, Georges Perec publica W ou le souvenir d'enfance, obra ao mesmo tempo ficcional e autobiográfica, na qual dois regimes diferentes de enunciação aparecem lado a lado. Em seu livro, Perec coloca em cena esse indecidível entre o imperativo de narrar o que ele não viveu e sua impossibilidade absoluta, desenvolvendo uma estratégia narrativa na qual, através da ficção, ele procura enfrentar sua falta de lembranças. O objetivo deste artigo é analisar o modo como esses dois regimes
more » ... s dois regimes operam, permitindo a criação de um espaço duplo em que autor e narrador não cessam de se confundir em um jogo em que o sujeito só pode existir sob o risco de sua completa dissolução.
doi:10.1590/1517-106x/172-368 fatcat:dvpg7qyjprhc3lgywbg7y4rof4