Associação da dieta de cafeteria com amido resistente na modulação do perfil glicêmico em ratos Wistar

Tamires Aline Oliveira, Rafaelde Paula Alves, Thaiany Goulart de Souza e Silva, Hudsara Aparecida de Almeida Paula
2020 Semina : Ciências Biológicas e da Saúde  
A dieta hipercalórica é considerada fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, sendo notado que os hábitos ocidentais possuem uma grande influência no desenvolvimento dessas enfermidades. A biomassa e a farinha de banana verde são alimentos que contém amido resistente; este constitui um tipo de carboidrato não digerível categorizado como prebiótico, com papel de regulação da glicemia. O principal objetivo deste estudo foi avaliar o efeito modulador dos alimentos
more » ... alimentos supracitados em ratos Wistar alimentados com dieta de cafeteria. Foi possível observar uma grande diferença na composição centesimal e de amido resistente entre os dois prebióticos, sendo explicada pelo método de fabricação de cada um. Os grupos de intervenção contendo amido resistente proveniente da biomassa/farinha de banana verde demonstraram, no geral, um melhor perfil glicêmico, menor peso corporal e menor gordura corporal. O consumo alimentar com composição similar à dieta de cafeteria corriqueiramente pode levar a danos cardiometabólicos a longo prazo, contribuindo para o desenvolvimento de doenças crônicas. Observou-se também que as matrizes alimentares que contém amido resistente auxiliam no controle do ganho de peso corporal, prevenindo o acúmulo de tecido adiposo e intervindo no manejo dos níveis glicêmicos. Em suma, destaca-se que a implementação dos produtos da banana verde na alimentação pode ser de grande valia, considerando os efeitos positivos de seus componentes bioativos, ação prebiótica e a relação custo benefício desta matriz alimentar; porém, mais estudos científicos são necessários para confirmar as demais hipóteses que surgem com o tema.
doi:10.5433/1679-0367.2020v41n1p107 fatcat:delbbiwgrrfwrbhm3vaz4xpw3m