Análise Morfométrica e Fadiga Cíclica de Limas Tipo K de uma Empresa Nacional

Douglas Souza Dias, Guilherme Dias Ribeiro, Ranna Da Silva Martuche, Henrique Dos Santos Antunes, Victor Talarico Leal Vieira, Emmanuel João Nogueira Leal da Silva
2017 Revista Brasileira de Odontologia  
Objetivo: O objetivo do estudo foi verificar se os instrumentos endodônticos do tipo K das marcas Angelus (Brasil), CC Cord VDW (Alemanha) e Dentsply-Maillefer (Suiça) atendem as tolerâncias estabelecidas pela norma ANSI/ADA nº 101 e comparar a fadiga cíclica dos mesmos. Material e métodos: Foram utilizados 10 instrumentos de cada uma das marcas testadas nos tamanhos #15, #20, #25, #30, #35 e #40. As imagens dos instrumentos foram obtidas com uma lupa estereoscópica acoplada a uma câmera
more » ... a uma câmera digital. As medidas foram realizadas a partir do software de imagem TSView. Os diâmetros dos instrumentos foram determinados em D0 até D12 com intervalos de medidas de 1,0 mm. A conicidade foi calculada adotando os diâmetros D10 e D2 para o cálculo. O ensaio de fadiga cíclica foi realizado utilizando um dispositivo customizado. O canal artificial foi fabricado de forma afunilada de forma correspondente à dos instrumentos testados. Resultados: Nenhuma marca comercial atendeu plenamente a norma 101 da ANSI/ADA. Os instrumentos da marca Dentsply-Maillefer tiveram resistência à fadiga cíclica superior aos instrumentos Angelus e CC Cord (P<0,05). Conclusão: Embora nenhuma das marcas tenham atendido de forma plena as normatizações para confecções de instrumentos endodônticos manuais, os instrumentos da marca Dentsply-Maillefer apresentaram melhores resultados de fadiga cíclica quando comparados aos demais instrumentos testados.
doi:10.18363/rbo.v74n2.p.96 fatcat:slnnoxe7cnd77hp3atelgffepi