Algumas práticas do biopoder sobre os corpos dos indivíduos contemporâneos Some practices from biopolitics over contemporary individual bodies

Clínica & Cultura V, N Iii, Ii
unpublished
Resumo: Este artigo tem por objetivo a discussão acerca das práticas biopolíticas sobre o indivíduo contemporâneo. Para desenvolver tal estudo, foi traçado um percurso histórico contemplado a partir dos aspectos que caracterizaram a predominância das práticas disciplinares na modernidade até a emergência das sociedades de controle, ocorrida no fim da segunda guerra mundial, e que perdura até o presente século. Nesse escopo, foram discutidas as inovações da medicina contemporânea e
more » ... nea e problematizados seus impactos nas acepções de corpo e subjetividades contemporâneas. Palavras-chave: medicina contemporânea; contemporaneidade; biopoder. Abstract:This paper aimed to discuss about biopolitics' practices over contemporary individual. To develop this work, it was made a historical walking initiated from aspects which made part of disciplinary practices at modernity to the emergency of control societies, happened at the end of Second World War and which belong until the actual century. At this context, It was discussed about the innovations of contemporary medicine and their impacts over the body concepts and contemporary subjectivities. Enquanto o século XVII e a segunda metade do século XVIII foram demarcados pelo surgimento, respectivamente, da disciplina e do biopoder (Foucault, 2004), o fim da segunda guerra mundial trouxe consigo uma crise desses modelos, o que resultou na emergência das sociedades de controle (Deleuze, 1992). Nesse momento, instituições como a família, a escola, o hospital, a fábrica e a prisão entram em crise, o que resultou num conjunto de transformações nos âmbitos social, político, econômico e ideológico. Diante desse panorama, este artigo objetivará a abordagem das ações biopolíticas no tempo contemporâneo, de modo específico, configuradas por uma nova aliança efetivada entre poder e o saber das ciências biológicas e médicas e das tecnologias. Num primeiro momento, será discutido o predomínio do poder disciplinar na modernidade e, por conseguinte, a superação desse modelo através das novas facetas de biopoder na contemporaneidade. Após isso, serão apresentadas algumas 1 Psicóloga (Prefeitura Municipal de São Cristóvão-SE). Graduada pela UFS. Mestre em Psicologia (UFRN).
fatcat:m42bczhgorhilaki77kctnwwtu