Cooperativismo: uma leitura a partir das experiências utópicas ao atual modelo empresarial

Paulo Ricardo, Opuszka Paulo, Ricardo Opuszka, Paulo Ricardo, Opuszka Paulo, Ricardo Opuszka, Paulo Opuszka
2007 unpublished
FORMAÇÃO HISTÓRICA DO COOPERATIVISMO DE VIÉS OPERÁRIO O séc. XIX pode ser reconhecido enquanto momento de consagração de paradigmas presentes e com reflexos até a atualidade: a consolidação de um novo paradigma filosófico, a Modernidade; estabelecimento de um modelo polí-tico-jurídico, o Estado Democrático de Direito; ambos coroados, no então novo, modo de produção econômico, a Ordem Capitalista. Entretanto, também é o século XIX palco de maior enraizamento da deno-minada desigualdade social,
more » ... igualdade social, anteriormente não conhecida: a desigualdade que coloca formal e institucionalmente os homens em condições iguais. Se antes o ordenamento político previa privilégios entre as classes sociais, em especial o primeiro e o segundo estado, em relação ao terceiro, naquele século, a partir da universalidade do princípio da igualdade, no campo do Direito se deu à consolidação das maiores conquistas do homem: os direitos civis e políticos, es-pecialmente nas nações Revolucionárias, França, Inglaterra e Estados Unidos. O século XIX consolidou a denominada Ordem Capitalista, nas bases do pensamento dos economistas políticos clássicos, em especial Adam Smith, a partir da preocupação com o crescimento das grandes nações 1 ; David Ricardo, nas inquietações com o juro, lucro, moeda e a nova designação do conceito de valor 2 ; Karl Marx, além de outras relevantes contribuições, a percepção da mais-valia, a alienação do trabalhador, a diferença do valor de uso e do valor de troca e o fetichismo da mercadoria 3 .
fatcat:jeheyzgotfaibeqqwa5mpqc57e