O léxico diferenciado da tradução

Ana Frankenberg-Garcia
2011 Trabalhos em Lingüística Aplicada  
Ao lermos uma tradução, é comum termos a clara noção de que estamos perante um texto traduzido, ao contrário do que acontece quando lemos um texto original, produzido sem as limitações impostas por um texto-fonte escrito num idioma diferente. Uma das características que poderá conferir esta sensação de diferença em relação às traduções é a frequência fora do comum de determinado léxico. Pesquisas existentes comparando a frequência de certas palavras em traduções e em textos que não são
more » ... revelam diferenças de distribuição significativas. A maioria dos estudos em causa tem como base uma abordagem de baixo para cima. Seleciona-se uma dada palavra específica, cuja frequência é então comparada em textos traduzidos e não traduzidos. No presente estudo, invertemos essa metodologia e adotamos uma abordagem exploratória de cima para baixo. Começamos com um corpus de textos literários em português traduzido e português não traduzido e, a partir daí, procuramos identificar palavras sobre e sub-representadas nas traduções. Os resultados obtidos não só reforçam a nossa intuição relativamente ao léxico característico da tradução, como também revelam uma série de contrastes inesperados, que provavelmente não teriam sido detectados se não se tivesse utilizado a presente metodologia.
doi:10.1590/s0103-18132011000200006 fatcat:44j46nc6fjcfzfirzynha6ur4m