A gagueira sob diferentes olhares: análise comparativa das abordagens de quatro autoras

Rosivânia de Almeida Moraes, Kátia Nemr
2007 Revista CEFAC  
OBJETIVO: analisar comparativamente quatro abordagens em gagueira quanto aos aspectos definição, etiologia, avaliação, terapia; demonstrar justificativas para a ausência de disfluências gagas no monólogo. MÉTODOS: revisão bibliográfica sistemática das publicações das autoras: Ana Maria Schiefer, Claudia Regina Furquim de Andrade, Silvia Friedman e Isis Meira, designadas como abordagens 1, 2, 3, 4. RESULTADOS: assemelham-se em: Definição - 1 e 2 quanto ao caráter descritivo, 2 e 3 quanto a
more » ... e 3 quanto a auto-avaliação; Etiologia: 1, 2 e 4 quanto ao fator orgânico, 2, 3 e 4 quanto a implicação psicológica, 2 e 3 quanto a ambiental; Avaliação - 1 e 2 quanto ao critério quantitativo, 1, 2, 3 e 4 quanto ao qualitativo; Terapia - 1 e 2. A ausência de disfluências gagas se justificou pelas perspectivas: em 1, pressão do tempo e pragmática; em 2, ajuste neurolinguístico e motor; em 3, paradoxo básico, em 4, antecipação, ansiedade e medo. CONCLUSÃO: 1 e 2 se assemelham quanto definição, etiologia, avaliação, terapia; 1 e 3 quanto avaliação; 2 e 3 quanto definição, etiologia, avaliação; 1 e 4, 2 e 4, 3 e 4 quanto etiologia, avaliação, terapia. As semelhanças mostraram-se parciais, dada a especificidade do referencial teórico de cada abordagem. A ausência de disfluências gagas justificou-se pela inexistência da necessidade de ajuste ao interlocutor e de intenção comunicativa em 1, de ajuste na formulação lingüística e temporal em 2, pela ausência de receio de julgamento em 3, de antecipação, ansiedade e medo em 4.
doi:10.1590/s1516-18462007000300004 fatcat:63n2k4seojffzmezzuhulhsct4