A Atenção Básica no Brasil e o Programa Mais Médicos: uma análise de indicadores de produção

Rodrigo Tobias de Sousa Lima, Tiotrefis Gomes Fernandes, Antônio Alcirley da Silva Balieiro, Felipe dos Santos Costa, Joyce Mendes de Andrade Schramm, Julio Cesar Schweickardt, Alcindo Antonio Ferla
2016 Ciência & Saúde Coletiva  
Resumo O presente estudo analisa a produção de consultas e encaminhamentos médicos e das equipes da estratégia saúde da família realizados na atenção básica no Brasil, com o enfoque no Programa Mais Médicos (PMM). Estudo seccional sobre a produção de trabalho do médico e das equipes que pertencem ou não ao PMM em 2014 a partir de dados secundários do SIAB e ESUS. Foram construídos indicadores absolutos, como total de consultas médicas mensais, encaminhamentos médicos e atendimentos a grupos de
more » ... mentos a grupos de educação em saúde, e indicadores relativos, como taxas e produtividade semanal de consultas médicas, segundo o perfil de municípios brasileiros. A mediana do total de consultas médicas no Brasil produzidas no Brasil foi de 285 por mês, o que corresponde a uma média de 14,4 consultas/dia. Nos municípios mais pobres, a produção e a produtividade de consultas pelos médicos do PMM foi mais elevada. O volume de atividades educativas e procedimentos da equipe com Mais Médicos foi maior nas capitais brasileiras. O PMM expandiu o acesso aos serviços de saúde nas regiões com maior vulnerabilidade social, contribuindo para a consolidação da atenção básica em todo o território brasileiro.
doi:10.1590/1413-81232015219.15412016 pmid:27653054 fatcat:53i5q46to5gyhbb22auwefyofm