Pontos de corte alternativos para massa muscular apendicular para verificação da sarcopenia em idosos brasileiros: dados da Rede Fibra - Belo Horizonte/Brasil

Joana Ude Viana, João Marcos Domingues Dias, Leani Souza Máximo Pereira, Silvia Lanziotti Azevedo da Silva, Lucas Freitas Hoelzle, Rosângela Corrêa Dias
2018 Fisioterapia e Pesquisa  
RESUMO Estabeleceram-se pontos de corte alternativos para o cálculo da massa muscular apendicular (MMA) em idosos brasileiros para classificar a sarcopenia. Foram analisados dados de 562 idosos participantes do estudo Fibra (Fragilidade em Idosos Brasileiros), no polo Belo Horizonte. Por meio da equação de Lee, determinaram-se pontos de corte para MMA baseado na percentil 20 de sua distribuição na população estudada. Em seguida, os sujeitos foram classificados para sarcopenia de acordo com os
more » ... de acordo com os critérios do Consenso Europeu sobre Definição e Diagnóstico da Sarcopenia em Idosos, além de avaliadas as possíveis associações desta com a capacidade funcional e comorbidades. A maioria da amostra foi composta por mulheres (65,5%) com idade média de 74,1 (±6,4) e média de 1,5 (±1,4) comorbidades. Os pontos de corte para MMA foram <6.47kg/m2 para mulheres e <8.76kg/m2 para homens. A prevalência de sarcopenia foi de 14,9%, sendo 13,5% da população parcialmente dependente para atividades básicas de vida diária (ABVD), 30,6% para atividades instrumentais de vida diária (AIVD) e 66,7% para atividades avançadas de aida diária (AAVD). A sarcopenia se correlacionou apenas com AIVD (r=0,081, p= 0.05), e encontrou-se uma correlação negativa entre sarcopenia e comorbidades (r= −0,103, p=0,014). Foram propostos pontos de corte específicos para MMA para a população de idosos brasileiros e não foram encontradas correlações entre as variáveis do estudo, exceto para AIVD e comorbidades.
doi:10.1590/1809-2950/17533725022018 fatcat:tmwdaes4xnfs3bgimahscymxza