Autoeficácia Esportiva: uma revisão sistemática dos instrumentos de medida

Thais Do Amaral Machado, Mayara Juliana Paes, Sabrina Rebeca Berbetz, Joice Mara Facco Stefanelo
2014 Revista da Educação Física  
RESUMO O papel da autoeficácia no desempenho é foco de estudo no âmbito esportivo. O objetivo desta revisão integrativa foi verificar os instrumentos empregados para mensurar a autoeficácia relacionada ao desempenho esportivo e identificar suas propriedades psicométricas. Buscaram-se artigos nas bases de dados Eric, Scopus e APA (Psycnet), Scielo ScienceDirect e Pubmed com os descritores self-efficacy, sports, performance. Dos 13 estudos selecionados para análise, constatou-se que a maioria
more » ... e que a maioria propôs instrumentos específicos para a pesquisa, seguindo recomendações do guia de construção de medidas de autoeficácia; apenas um artigo apresentou o processo de validação; a consistência interna foi a propriedade psicométrica mais reportada; não houve referência à reprodutibilidade dos instrumentos e tampouco divulgação dos instrumentos utilizados nas pesquisas. Conclui-se que a reprodutibilidade dos instrumentos permitiria maior confiabilidade na análise dos resultados e controle de variáveis cognitivas que afetam o rendimento esportivo e que um padrão ouro de avaliação da autoeficácia em contexto esportivo específico se faz necessário. ABSTRACT The role of self-efficacy on performance is the focus of study in sports. The aim of this integrative review was to assess the instruments used to measure self-efficacy related to sports performance and identify its psychometric properties. We searched for articles in databases Eric, Scopus and APA (Psycnet), Scielo ScienceDirect and Pubmed with descriptors self-efficacy, sports, performance. Of the 13 studies selected for analysis, it was found that most proposed specific instruments for research, following recommendations of the guide construction of measures of self-efficacy; just one article presented the validation process, the internal consistency was reported more psychometric property; there was no reference to the reproducibility of the instruments nor disclosure of the instruments used in research. It is concluded that the reproducibility of the instruments allow greater reliability in the results analysis and control of cognitive variables that affect sport performance and that a gold standard for assessing self-efficacy in specific sporting context is necessary.
doi:10.4025/reveducfis.v25i2.21685 fatcat:hbabeeeae5cxffm7lrr5zbg2da