Individuação e coping em adolescentes de famílias tradicionais e divorciadas

Catarina P. Mota
2016 Temas em Psicologia  
Resumo O divórcio é marcado por mudanças e a necessidade de reorganização familiar. A literatura tem abordado as implicações deste processo no desenvolvimento dos adolescentes, nomeadamente a existência de aspetos como a qualidade da vinculação aos pais que potenciam o desenvolvimento de coping e protegem face a fatores de risco. O presente estudo tem como objetivo analisar o processo de individuação face às fi guras parentais, bem como o seu papel no desenvolvimento de estratégias de coping em
more » ... tégias de coping em adolescentes de diferentes confi gurações familiares (tradicionais e divorciadas). A amostra foi composta por 399 participantes, com idades entre 15 e 18 anos, de ambos os gêneros, e provenientes de famílias tradicionais e divorciadas/separadas. Os resultados obtidos demonstraram associações entre a individuação parental e o coping. Verifi cou-se ainda que a confi guração familiar não apresenta um efeito moderador na associação entre a individuação parental e o coping, sendo que o divórcio parece não se constituir per si um fator que infl uencia necessariamente de forma negativa o desenvolvimento do coping em adolescentes, destacando-se a importância da individuação parental neste processo. Abstract Divorce is marked by change and the need of family reorganization. The literature has addressed the implications of this process in the development of adolescents, namely the existence of aspects like quality of attachment with parents that improve the development of coping and protect from risk factors. This study aims to analyse the process of individuation to parental fi gures, as well as, its role in the development of coping strategies in adolescents from different family confi gurations (traditional and divorced). The sample comprised 399 participants aged 15 to 18 from both genders and from intact and divorced/separated families. The results showed associations between parental individuation and coping. It has been found that familiar confi guration doesn´t have a moderating effect on the association between parental individuation and coping, and that divorce doesn´t seem itself a negatively infl uences the development of coping in adolescents, highlighting the importance of parental individuation in this process.
doi:10.9788/tp2016.3-16 fatcat:fkqnecafrva4zhmbkeujkbepji