O referendo das armas no Brasil: estratégias de campanha e comportamento do eleitor

Luciana Fernandes Veiga, Sandra Avi dos Santos
2008 Revista Brasileira de Ciências Sociais  
O objetivo deste artigo é analisar o Referendo das Armas com foco nas estratégias de comunicação utilizadas pela Frente parlamentar por um Brasil sem Armas (campanha do SiM) e pela Frente parlamentar pelo Direito da Legítima Defesa (campanha do nãO), expressas nas propagandas veiculadas pelo Horário eleitoral (He), e o efeito persuasivo que elas tiveram sobre os eleitores na hora da decisão do voto. O argumento a ser desenvolvido é o de que havia um cenário de representação política favorável à
more » ... olítica favorável à campanha do SiM no momento em que antecedia à veiculação da propaganda, mas que foi anulado pela retórica adotada pela campanha do nãO. O sucesso da Frente pelo Direito da Legítima Defesa pode ser parcialmente explicado pela utilização de propagandas negativas para acionar valores e crenças permanentes no eleitorado brasileiro, como a instabilidade dos direitos dos cidadãos e a percepção de ineficiência do estado. para o estudo, foram analisados os programas eleitorais de televisão veiculados entre os dias 1 e 20 de outubro de 2005, às 13:00hs e às 20:30hs. Os spots, comerciais divulgados ao longo da programação, não foram avaliados. Os programas foram analisados a partir de uma adaptação do método desenvolvido por Figueiredo, Aldé, Bezerra e Jorge (2000). tal metodologia, originalmente elaborada para a análise de spots eleitorais, teve de ser ajustada para se adequar ao estudo dos programas televisivos do referendo. para a avaliação da recepção adotou-se a técnica de painel com entrevistas em profundidade. Os participantes pertenciam a diferentes classes sociais e tinham idades variadas. Foram feitas três entrevistas com cada um dos participantes: a primeira, em agosto de 2005, antes da veiculação do
doi:10.1590/s0102-69092008000100004 fatcat:kffgaoqpcjevrdpjj2ys5uh6k4