Uma agudeza Alencarina

Jean Pierre Chauvin
2019 Opiniães  
Neste artigo, propõe-se relativizar as categorias de sinceridade, espontaneidade e nacionalismo, que se costumam atribuir aos escritores da "escola romântica" no Brasil. A partir da leitura de O Guarani (1857), propõe-se interpretar o texto alencarino, destacando-se os artifícios empregados pelo escritor na composição do romance.
doi:10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2019.150681 fatcat:gl2hyuwgbbga3gj4zexulqvi3i