Harmonia dos opostos, Diversidade e Contradição em uma Perspectiva Hegeliana

Lauro Valentim Stoll Nardi
2017 Revista Opinião Filosófica  
A lógica hegeliana da essência trata a oposição e a contradição como momentos constitutivos da diversidade, os quais decorrem da reflexão. Os opostos, e os contraditórios, que naqueles estão incluídos, são deste ponto de vista complementares e interdependentes; é só pela interação dos opostos que pode se estabelecer a harmonia dos diversos. Esta forma de entender a oposição e a contradição levada ao âmbito das atividades do espírito - as ciências, as artes, a política e a religião, por exemplo
more » ... igião, por exemplo - estimula a esperança de solução do que poderia ser conflitante, com base na lógica e no diálogo. Da mesma forma, a diversidade de opiniões, hábitos, culturas, anseios, hipóteses pode ser vista como momentos que se complementam, embora sejam opostos ou mesmo contraditórios, e, na medida em que se preservam em sua contradição, constituem-se na mola propulsora do progresso das relações humanas, portanto, a extinção ou supressão de opostos é o abandono de um processo de desenvolvimento de relacionamento. Representamos nossa visão do desenvolvimento da lógica hegeliana do ser ao fundamento utilizando uma metáfora: o estudo científico de um cristal.
doaj:1a7b55908760427ab25f217e599f21a4 fatcat:aa5rp76vt5gxznxfong5smb4y4