Controvérsias sobre a somatização

Cassiano Lara de Souza Coelho, Lazslo Antonio Ávila
2007 Archives of Clinical Psychiatry  
Resumo Contexto: A somatização é freqüentemente encontrada nos diversos serviços de saúde e apresenta controvérsias quanto a sua abordagem, diagnóstico e encaminhamentos para tratamento. Objetivos: Realizar uma revisão sistemática sobre o tema somatização, caracterizando como vem sendo discutido na literatura científica e empregado indiscriminadamente em diversos campos de atuação clínica. Pretendemos delimitar o conceito, demonstrando a necessidade de uma definição unívoca dessa classificação.
more » ... essa classificação. Métodos: Uma revisão da literatura foi conduzida nos indexadores Medline e Lilacs, entre os anos 2001 e 2004, com os termos somatização, transtornos somatoformes e medicina psicossomática. Propusemos categorias de conteúdo, de acordo com o tema principal associado ao conceito de somatização, priorizando questões sobre classificação. Resultados: Encontramos contradições nas definições, usos e classificação da somatização. A maioria dos artigos do período (191) enfocava a somatização na psiquiatria, seguida por outras especialidades médicas (139), observando-se grande dispersão dos contextos e situações clínicas em que ela é empregada. Conclusões: Há premente necessidade de melhor entendimento dessa condição, muito freqüente em diferentes áreas médicas, que gera altos custos para os sistemas de saúde. Mais estudos sobre classificação são necessários no sentido de solucionar controvérsias, simplificar o diagnóstico e melhorar o manejo da somatização por parte dos profissionais da saúde. Coelho, C.L.S.; Ávila, L.A. / Rev. Psiq. Clín 34 (6); 278-284, 2007 Palavras-chave: Somatização, transtornos somatoformes, medicina psicossomática, classificação. Abstract Background: Somatization is frequently found in different health services and it presents controversies in its approaches, diagnoses and referrals to treatment. Objectives: Making a systematic review on somatization, characterizing how it has been discussed in scientific literature and its indiscriminate use in several clinical settings. We intend to circumscribe the concept and to demonstrate the need of a univocal definition of this classification. Methods: A literature review was conducted in the Medline and Lilacs databases between the years 2001 and 2004 with the search terms somatization, somatoform disorders and psychosomatic medicine. We proposed a content classification according to the main theme, in association with the concept of somatization, emphasizing questions about classification. Results: We found contradictions in definitions, uses and classifications of somatization. Currently most papers on somatization are connected to psychiatry (191), followed by other medical specialties (139), detecting the spreading
doi:10.1590/s0101-60832007000600004 fatcat:43lc6qcwprgvhbrdjfel2joqdy