Condições sanitárias de comunidades terapêuticas para tratamento da dependência química

Lara Dias Cavalcante, Maria Eduarda Debiazzi Bombardelli, Rogério José de Almeida
2016 Vigilância Sanitária em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia  
RESUMO Comunidades terapêuticas que visam o tratamento da dependência química são instituições que, por meio da convivência entre pares, devem enfocar o indivíduo de forma holística. No que concerne às questões sanitárias, devem seguir as determinações sanitárias estabelecidas na rDC n° 29/2011 instituídas pela Anvisa. Este trabalho teve por objetivo caracterizar as condições sanitárias das comunidades terapêuticas, procurando identificar se as normas estabelecidas pela RDC n° 29/2011 estavam
more » ... ° 29/2011 estavam sendo cumpridas a fim de uma melhor qualidade de vida dos residentes. trata-se de um estudo transversal descritivo com abordagem quantitativa com 28 comunidades terapêuticas que atendem dependentes químicos de forma voluntária, localizadas no município de goiânia, go, e região metropolitana, incluindo também a cidade de Anápolis, go. Foi utilizado um questionário semiestruturado e os resultados obtidos por meio de estatística descritiva. Demonstrou-se que as comunidades já tinham alvará sanitário (39,3%) e a maioria estava aguardando os trâmites do processo de concessão (46,4%). A maior parte da água era advinda de poços artesianos ou cisternas, com o devido armazenamento, mas sem a devida desinfecção. Há preocupação sanitária com os ambientes alimentares. o uso de EPi não foi observado na lavagem de roupas ou na manipulação do lixo. os medicamentos são guardados de acordo com as normas da rDC n° 29/2011 e os residentes passam com frequência por atendimentos em atenção à saúde no SUS. Conclui-se que as normas sanitárias da rDC n° 29/2011 tendem a ser observadas nas comunidades pesquisadas. Entretanto, há muito a desenvolver em relação às questões sanitárias com vistas ao bem-estar e à saúde dos residentes. ABSTRACT therapeutic communities For tHE trEAtMENt oF drug ADDiCtioNS are institutions that, through the interaction between their residents, should holistically focus on the individual. With regard to health issues, they should follow the sanitary provisions of rDC 29/2011 by Anvisa. this work aimed to characterize the health conditions of therapeutic communities, in terms of their compliance with rDC 29/2011, pursuing a better quality of life of their residents. this is a descriptive cross-sectional study with a quantitative approach with 28 therapeutic communities voluntarily serving drug users, located in goiânia/go and metropolitan area, and also including the city of Anapolis/go. We used a semi-structured questionnaire; the obtained data were analyzed using descriptive statistics. the results show that 39.3% of the communities had sanitary license, and 46.4% were in the process of receiving it. Most of the water came from artesian wells or tanks, with proper storage, but without proper disinfection. Health concerns with food environments were identified. The use of PPE was not observed in clothes washing or waste disposal. Medications were stored in accordance with the rules of rDC 29/2011 and residents often went to get health care in the SUS. it was concluded that health conditions of rDC 29/2011 tend to be observed in the surveyed communities. However, there is much to develop in relation to health issues pursuing the welfare and health of residents.
doi:10.3395/2317-269x.00587 fatcat:3oubncgjrzdl7kmtizaspkdk7u