Nevo epidérmico manifestando-se como hiperceratose do mamilo e aréola

Roberto Rheingantz da Cunha Filho, Hiram Larangeira de Almeida Jr, André Cartell
2006 Anais Brasileiros de Dermatologia  
Relata-se caso raro de nevo epidérmico na aréola mamária direita de menina de 13 anos. Segundo a classificação proposta por Levy-Franckel, essa variante é a hiperceratose do mamilo e aréola do tipo I, quando associada a nevo verrucoso. A histologia mostrou papilomatose, acantose e hiperceratose. Foram realizadas duas sessões de crioterapia sem melhora. Foi obtido bom resultado por meio de shaving e eletrocauterização.
doi:10.1590/s0365-05962006000400011 fatcat:zemshfeex5eixkpaagjkkxsso4