Erosividade da chuva: sua distribuição e relação com as perdas de solo em Campinas (SP)

Francisco Lombardi Neto, William Calvin Moldenhauer
1992 Bragantia  
O potencial de erosão de uma chuva, representado pelo produto da energia cinética pela intensidade máxima em 30 minutos, foi calculado para chuvas individuais, para Campinas (SP). Durante um período de 22 anos (de 1954 a 1975), o índice de erosão médio anual computado foi de 6.738 MJ.mm/ha.h.ano, tendo os valores variado de 3.444 a 13.830. Foram estabelecidas as distribuições mensais e estacionais do índice de erosão. Os dados mostraram que 62% do potencial de erosão anual ocorre durante
more » ... orre durante dezembro-fevereiro. A freqüência de distribuição dos valores totais anuais e do valor máximo anual do índice de erosão seguiu o tipo de curva inclinada, típica de dados hidrológicos, mas o logaritmo dos dados apresentou distribuição normal. Foi encontrada alta correlação entre a média mensal do índice de erosão e a média mensal do coeficiente de chuva, o que simplifica o método para calcular o índice de erosão de um local.
doi:10.1590/s0006-87051992000200009 fatcat:tovdja4lzjhbdh532ez7u2ypqq