Biomassa e atividade microbiana de solo sob vegetação nativa e diferentes sistemas de manejos

Tatiane Dos Santos Alves, Lizia Lenza Campos, Nicolau Elias Neto, Marcia Matsuoka, Maria Fatima Loureiro
2011 Acta Scientiarum: Agronomy  
RESUMO. O presente trabalho tem como objetivo avaliar a influência de diferentes sistemas de manejos, a população microbiana e sua atividade. Para tal, foram coletadas, em outubro de 2006 e março de 2007, amostras de solo na Fazenda Sereno no Município de Jaciara, Estado do Mato Grosso. Retirou-se amostras de solo na profundidade de 0-10 cm, com quatro repetições em cinco áreas com diferentes sistemas de manejos: integração lavoura-pecuária, lavoura de milho/soja, pastagens, vegetação nativa e
more » ... vegetação nativa e vegetação nativa em recuperação. Para avaliar o carbono da biomassa microbiana (CBM) e a respiração microbiana (RM) foi utilizado o método do Clorofórmio Fumigação-Incubação (CFI). Já o qCO 2 foi obtido pela relação entre a RM e o CBM. As médias foram comparadas pelo teste de Scott-Knott a 5%. No decorrer das análises, pôde-se observar que as diferentes práticas agrícolas afetam fortemente o solo causando distúrbios na comunidade microbiana que podem, por sua vez, influenciar os processos biogeoquímicos que nele ocorrem. Os dados obtidos permitem, ainda, concluir que: nos sistemas Integração lavoura-pecuária e pecuária a população microbiana é influenciada pelas épocas de coletas. Nesse trabalho, no sistema Integração lavoura-pecuária a atividade microbiana é constante nas diferentes épocas de coleta e os diferentes sistemas de manejos influenciam a atividade metabólica dos microrganismos presentes no solo. Palavras-chave: microrganismos do solo, clorofórmio fumigação-incubação, bioindicadores, quociente metabólico, integração lavoura-pecuária.
doi:10.4025/actasciagron.v33i2.4841 fatcat:mzzfubn64bhbhlslgfkydhojfu