AS VOGAIS MÉDIAS PRETÔNICAS NA FALA DE GAÚCHOS EM SITUAÇÃO DE CONTATO DIALETAL COM TERESINENSES

Thiago de Sousa Amorim, Catarina de Sena Sirqueira Mendes da Costa
2019 EntreLetras  
Resumo: Este estudo tem como objetivo investigar se os gaúchos que residem em Teresina (PI) estão acomodando a realização da abertura das vogais médias pretônicas /e/ e /o/, a fim de verificar, por intermédio de uma análise quantitativa, se os fatores linguísticos e extralinguísticos inerentes ao contexto de realização dessas vogais estão contribuindo para o processo de acomodação. Para tanto, o artigo teve como suporte uma metodologia ancorada na perspectiva da sociolinguística variacionista
more » ... ica variacionista laboviana, a qual preconiza o uso de uma abordagem quantitativa para o tratamento dos dados, os quais foram coletados com 6 (seis) informantes gaúchos. Palavras-chaves: sociolinguística; contato dialetal; mudança linguística; vogais médias pretônicas; falantes gaúchos. Resumen: Este estudio tiene como objetivo investigar si los gauchos que residen en Teresina (PI) están acomodando la realización de la apertura de las vocales medias pretónicas /e/ y /o/, a fin de verificar, por intermedio de un análisis cuantitativo, si los factores lingüísticos y extralingüísticos inherentes al contexto de realización de esas vocales están contribuyendo para el proceso de acomodación. Para ello, el artículo tuvo como soporte una metodología anclada en la perspectiva de la sociolingüística variacionista laboviana, la cual preconiza el uso de un abordaje cuantitativo para el tratamiento de los datos, los cuales fueron recolectados con 6 (seis) informantes gaúchos. Palabras claves: sociolingüística; contacto dialectal; cambio lingüístico; vocales medias pretónicas; hablantes gaúchos. Introdução O Brasil é um país que comporta uma expansão territorial significativa, ao tempo em que as variedades de fala se diferenciam, a considerar as peculiaridades culturais, sociais e históricas de cada região. Cremos ter sido esta visão a que impulsionou estudiosos da língua a dividirem as isoglossas, linhas que separam os diferentes falares, cujo precursor foi Antenor Nascentes, ainda nos anos de 1920.
doi:10.20873/uft.2179-3948.2019v10n1p267 fatcat:aigvsgggjfen5pde4c6e3r3y2u