A ausência da branquitude exila a negritude

Bernadeth Alves
2017 Sala Preta  
O artigo procura refletir sobre a invisibilidade do negro na sociedade hegemônica branca, a partir da materialidade textual e cênica do espetáculo Branco: o cheiro do lírio e do formol.
doi:10.11606/issn.2238-3867.v17i2p387-396 fatcat:qs7ujbooczexti3wpz2cwnyppy