O dano existencial como contribuição da cultura jurídica italiana

Carlos Antonio Agurto Gonzáles, Sonia Lidia Quequejana Mamani
2018 Redes (Canoas)  
O artigo propõe-se a explorar o dano existencial a partir da experiência jurídica italiana – revistando o debate havido, recentemente, entre importantes professores e relevantes decisões judiciais –, apontando que a referida categoria permitiu abarcar situações danosas outrora negligenciadas, situações comumente atadas à deterioração da qualidade de vida da pessoa.
doi:10.18316/redes.v6i1.4352 fatcat:6qxpibj6zjgdplchojs2gupybe