Descrição lexical histórico-comparativa de mudanças fonológicas dos sinais da língua francesa para as línguas americana e brasileira de sinais

Walber Gonçalves de Abreu, Carlene Ferreira Nunes Salvador
2020 MOARA – Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Letras ISSN 0104-0944  
O interesse dos franceses em educar os surdos possibilitou que a língua de sinais francesa – LSF se desenvolvesse e influenciasse o surgimento de outras línguas de sinais como a Americana – ASL e a Brasileira – Libras, estabelecendo, portanto, um grau de parentesco entre essas línguas. Diante disso, o objetivo deste trabalho é descrever as mudanças ocorridas da LSF para a ASL e a Libras e demonstrar quais os processos fonológicos envolvidos nessas mudanças. Selecionamos 21 sinais, 7 de cada
more » ... nais, 7 de cada língua de sinais que identificamos terem semelhanças paramétricas. Após seleção e organização dos dados, analisamos esses sinais qualitativamente e então, identificamos tendências gerais de mudanças fonológicas. Concluímos que os sinais da ASL sofreram mudanças mais consideráveis do que da Libras e que na ASL houve uma tendência em deslocar os sinais que eram realizados na locação boca, na Libras isso ocorreu apenas em 2 sinais, os demais sofreram apenas algumas mudanças simples em sua constituição paramétrica. A partir dos dados, identificamos três tendências gerais de mudanças.
doi:10.18542/moara.v0i55.9071 fatcat:fnigha5hzjau7gtc45y7diq5he