Entre políticos, bacharéis, coronéis e juízes da República Velha: as préticas jurídicas e a tradição patrimonialista na formação do estado brasileiro

Daniel Barile Da Silveira
2015 Revista Brasileira de Sociologia do Direito  
O período da formação do Estado brasileiro, marcado pela fundação das nossas bases republicanas durante a República Velha, mostrou-se densamente rico para esclarecer como os magistrados foram fundamentais para a estruturação da vida social da época. Neste artigo, busca-se demonstrar a prática empírica da magistratura deste período, no sentido de elucidar suas relações mais intestinas com o mundo da política e das oligarquias existentes.
doi:10.21910/rbsd.v2n2.2015.16 fatcat:qhrqstnwojecvghmk2spia7gbm