Comunicação não verbal entre mãe e filho na vigência do hiv/aids à luz da tacêsica

Marli Teresinha Gimeniz Galvão, Ênia Costa, Ivana Cristina Vieira de Lima, Simone de Sousa Paiva, Paulo César de Almeida, Lorita Marlena Freitag Pagliuca
2009 Escola Anna Nery  
Propôs-se analisar a comunicação não verbal entre mãe e filho na vigência do HIV/AIDS à luz da tacêsica (linguagem do toque) durante o desempenho dos cuidados maternos. Estudo exploratório desenvolvido em ambiente experimental em Fortaleza-CE no segundo semestre de 2007 com cinco díades mãe-bebê. Foram utilizados três recursos para a coleta de dados: questionário semiestruturado sobre a história de vida da mãe e da criança; filmagens de cuidados maternos (troca, banho, ninar, brincar e
more » ... brincar e alimentar); e roteiro de análise das filmagens baseado na tacêsica. Identificaram-se 354 interações, cujas análises apontaram que o banho apresentou maior número de interações mãe e filho, havendo ainda prevalência entre os cuidados do toque de intensidade firme e o uso do toque instrumental. Conclui-se que as relações mãe-filho inseridas no universo do HIV devem ser continuamente debatidas com vistas à promoção de cuidado mais eficaz, e que os cuidados maternos são uma oportunidade para fortalecer os laços afetivos mediante o uso do toque, promovendo o desenvolvimento emocional e social satisfatório da criança.
doi:10.1590/s1414-81452009000400013 fatcat:pokmjesvnjbcfcuaym36nuw6t4