Cobertura de líquens em um gradiente borda-interior na Amazônia Central

Wanessa Rejane De Almeida, Walkiria Rejane De Almeida, Jonas José Mendes Aguiar
2017 Journal of Environmental Analysis and Progress  
Nas florestas tropicais, o efeito de borda é considerado um dos fatores que afetam o equilíbrio do ecossistema. Como consequência desse distúrbio, inúmeros grupos de organismos têm suas populações afetadas. Os líquens são particularmente sensíveis às mudanças microclimáticas, pois retiram nutrientes diretamente da atmosfera e apresentam pequena capacidade de regulação de perda e ganho de água. Eles são classificados quanto às formas e o crescimento. O objetivo deste trabalho foi testar se
more » ... foi testar se líquens com diferentes características morfo-anatômicas apresentam tolerância distinta às condições de borda florestal. A hipótese testada é de que líquens com características morfo-anatômicas que minimizem a perda de água são menos susceptíveis ao efeito de borda. Nas árvores amostradas foram amostrados 389 pontos com líquens do tipo "A" (líquens crostosos com córtex liso e sem protalos) e 123 com líquens do tipo B (líquens hidrófilos, sem córtex definido, que retêm água nos protalos). Embora não tenha havido relação entre a distância de borda e a cobertura dos liquens do tipo "A", a cobertura relativa dos líquens do tipo B diminuiu com o aumento da distância da borda. Houve relação negativa entre a distância da borda e a temperatura ao meio dia e foi encontrada uma relação entre a distância da borda e a umidade relativa do ar. Nos 10 primeiros metros de distância da borda os líquens do tipo B apresentaram uma maior cobertura relativa, já nas distâncias subsequentes houve uma inversão, onde os líquens do tipo A passaram a ter maior cobertura relativa.
doi:10.24221/jeap.2.1.2017.982.11-15 fatcat:i3hh7u5p3bgkvpacagovqgrd3q