Limiares auditivos em músicos militares: convencionais e altas frequências

Cláudia Giglio de Oliveira Gonçalves, Adriana Bender Moreira Lacerda, Bianca Simone Zeigelboim, Jair Mendes Marques, Débora Luders
2013 CoDAS  
OBJETIVO: Analisar e caracterizar os limiares auditivos tonais entre 500 Hz e 16.000 Hz de músicos profissionais, integrantes de uma banda militar. MÉTODOS: Realizou-se um estudo de coorte histórico, que comparou um grupo de 50 músicos profissionais (banda militar) com um grupo sem histórico de exposição profissional a som intenso (44 sujeitos); e homogêneos (p<0,05) em relação ao gênero (masculino) e à idade (em torno de 35 anos). Foram realizados exames de audiometria tonal limiar
more » ... limiar convencional e de altas frequências (de 9.000 a 16.000 Hz). RESULTADOS: A exposição à música desencadeou alterações auditivas permanentes. Quanto aos limiares auditivos convencionais, no grupo exposto encontrou-se 32% dos músicos com alterações auditivas neurossensoriais e no grupo não exposto encontrou-se 2,27%. Os sujeitos expostos à música tiveram 14,54 vezes mais risco de adquirir alterações auditivas neurossensoriais do que o grupo não exposto. Após 20 anos de exposição à música foram observadas pioras significativas nos limiares auditivos, principalmente nas altas frequências, e ocorreram diferenças entre os grupos a partir de 30 anos de idade. CONCLUSÃO: A exposição à música desencadeou alterações auditivas permanentes, evidenciando diferenças em relação ao grupo não exposto à música, registradas na avaliação audiológica convencional e em altas frequências.
doi:10.1590/s2317-17822013000200015 pmid:24408249 fatcat:xxdfrakl6va5bgmbd3rltrxxci