Estudo das vibrantes em surdos falantes do português brasileiro

Laurinda Medon do Valle, Domingos Sávio Ferreira de Oliveira
2014 Revista CEFAC  
OBJETIVO: investigar, no surdo bilíngue, a realização das vibrantes em final de sílaba tônica, em final de sílaba tônica ou átona em meio de vocábulo, em dois contextos linguísticos: frases-veículo e carta.MÉTODOS: foram selecionados cinco informantes surdos bilíngues, sendo quatro do sexo feminino e um do masculino, portadores de perda auditiva neurossensorial bilateral severa e/ou profunda, sem comprometimento neurológico, cognitivo e motor, e dois ouvintes, sendo um do sexo feminino e um do
more » ... o feminino e um do masculino. O corpusutilizado foi dividido em dois momentos, leitura de frases-veículo e de carta, contendo os dois os mesmos vocábulos. As gravações foram realizadas no Instituto Nacional de Educação de Surdos-INES. Para a análise do parâmetro duração dos segmentos selecionados (vibrantes), extraíram-se espectrogramas de banda larga do programa PRAAT. Os dados obtidos foram tratados estatisticamente.RESULTADOS: os resultados expostos na Tabela 1(realização da vibrante em sílaba tônica final) e na Tabela 2 (realização da vibrante em final de sílaba tônica em meio de vocábulo) mostram que não existe diferença significante, ao nível de 5%, no tempo gasto para a realização da vibrante nos dois grupos.CONCLUSÃO: mesmo que os dados observados nos dois grupos investigados não sejam estatisticamente significantes ao nível de 5%, percebe-se que existe uma tendência de diferença significante quando o nível descritivo (p valor) ficou entre 0,05 e 0,10. De fato, além da análise acústica, a perceptiva revelou um traçado da vibrante mais diferenciado nos surdos do que no dos ouvintes. Os achados deste estudo encontram correlatos na literatura pesquisada.
doi:10.1590/1982-021620148613 fatcat:ba6i2nzxmneapgtsnzp47ffmcu