A Demanda por Vinho no Brasil: elasticidades no consumo das famílias e determinantes da importação

Alexandre Nunes Almeida, Cassiano Bragagnolo, André Luis Squarize Chagas
2015 Revista de Economia e Sociologia Rural  
Resumo: O objetivo deste trabalho é analisar o mercado brasileiro de vinho e suas recentes mudanças do lado da demanda. Uma das hipóteses que norteia esse trabalho é que o aumento na renda familiar em termos reais e a valorização do Real frente ao dólar, ocorrida mais fortemente entre anos de 2002 e 2011, contribuíram para uma mudança no perfil de consumo das principais bebidas alcoólicas no País. Através da estimação de um Almost ideal Demand System (AIDS), constatou-se que a demanda por vinho
more » ... a demanda por vinho se mostra menos elástica no preço do que a cerveja, mas não do que outras bebidas alcoólicas; no entanto, mudanças na renda têm praticamente o mesmo impacto sobre o consumo de vinho e cervejas, mas menos em outras bebidas. Do lado da demanda por vinhos importados no mercado doméstico, através de um Vetor Autorregressivo estrutural (VAR), constatou-se que a maior parte da variância da quantidade do produto importado é explicada pela renda e pelo preço do produto, enquanto o câmbio apresentou menor poder explicativo. Apesar disso, parcela significativa da variância da quantidade não pode ser explicada pelas três variáveis.
doi:10.1590/1234-56781806-9479005303004 fatcat:7islir7hlzdrzaeupbqnbpnhae