Modelo de Basu: Especificação Diferente, Mesmo Resultado Basu Model: Different Specification, Same Result

R Cont, Ufba, Salvador-Ba
unpublished
Resumo O presente trabalho testa uma especificação alternativa para o modelo de conservadorismo contábil elaborado por Basu (1997). O modelo original, amplamente difundido na literatura, busca captar a antecipação conservadora de despesas por meio da relação entre as más notícias percebidas pelo mercado acionário e aquelas divulgadas pela contabilidade. Para tanto, utiliza o Retorno Simples (RS) negativo das ações como proxy para as más notícias de mercado e testa sua relação com o resultado
more » ... com o resultado contábil. Considerando que um RS positivo inferior ao retorno considerado normal também pode significar má notícia, o presente trabalho substituiu o RS pelo Retorno Anormal. Essa especificação alternativa foi testada a partir de 2.278 observações anuais de empresas brasileiras e 11.274 de empresas norte-americanas, coletadas no Economática© e analisadas para o período de 1996 a 2007. Os resultados revelaram que a aderência dos dados (R 2) e o coeficiente de conservadorismo ( 3) gerados pelo modelo original de Basu (1997) e por sua versão alternativa foram semelhantes. Assim, este trabalho contribui com a literatura no sentido de mostrar que outra especificação do modelo é possível e que ela gera resultados semelhantes. Palavras-Chave: Conservadorismo contábil, retorno anormal, pesquisa empírica. Abstract This paper tested an alternative specification for the conservatism model proposed by Basu (1997). This model, very common in the literature, uses the relation between market and accounting bad news as proxy for expense anticipation. The original equation uses the simple return in stock market (SR), when negative, as proxy for market bad news and tests its relation with accounting return. However, a positive SR smaller than normal return may also represent bad news. So, the substitution of SR by Abnormal Return was tested using data of Brazilian and north-american firms collected in Economática© and processed by multiple regression over the period 1996-2007. The results reveled that model adherence (R 2) and conservatism coefficient ( 3) produced by both specifications (original and alternative) were similar. As contribution to literature, this paper shows that another specification for Basu model is possible and that it produces similar results.
fatcat:2mndmhyl7bcxlmjjo7nyb6pivu