A PESQUISA EM TRADUÇÃO LITERÁRIA – PROPOSTA METODOLÓGICA

Helena Tanqueiro
2019
Uma referência ainda hoje obrigatória no âmbito da investigação em tradução é, sem dúvida, a célebre conferência de James S. Holmes "The Name and Nature of Translation Studies", apresentada no III Congresso Internacional de Linguística Aplicada (Copenhague, 1972) e publicada numa versão revista e ampliada em Translated! (1988), na qual Holmes nos proporciona um esquema teórico sobre o que envolve o estudo científico da Tradução. Apesar do desfasamento temporal (de 1972 até hoje a investigação
more » ... je a investigação tradutológica experimentou um forte avanço conceptual e metodológico), as reflexões de Holmes continuam a ter vigência e a constituir um quadro de referência, sobretudo no que se refere à Tradução Literária. Tomámo-las como ponto de partida para enquadrar o nosso estudo sobre a autotradução, destacando no esquema de Holmes os campos que consideramos de maior importância para a nossa reflexão: centramo-nos nos "Descriptive Translation Studies", que se debruçam sobre o produto (neste caso, as traduções realizadas pelo próprio autor), aproveitando também as reflexões teóricas em relação à Tradução Literária e aos problema específicos desta vertente da Tradutologia como, por exemplo, a tradução das "marcas culturais" que se podem restringir a uma determinada área, no caso vertente, a tradução entre línguas próximas. No âmbito da investigação aplicada, o estudo da Tradução Literária com fins
doi:10.34630/polissema.vi4.3365 fatcat:fzjwortrjfhtvhlymithlsmpee