ressurgimento da ZOPACAS e a agenda de segurança no Atlântico Sul

Cauê Rodrigues Pimentel
2018 Tensões Mundiais  
O artigo explora a revitalização da ZOPACAS na agenda de segurança brasileira. Com base no conceito de security governance, argumenta-se que apesar das ambições brasileiras em transformar o Atlântico Sul em espaço privilegiado para sua projeção internacional, a ZOPACAS padece de problemas de institucionalização, agravados pela falta de capacidades materiais e pela concorrência com as grandes potências presentes na região.
doi:10.33956/tensoesmundiais.v12i22.393 fatcat:vwkud4lk4nccliq6ctv6lu7dde