Hérnia interna de delgado em pós-operatório de sigmoidectomia a Hartmann

Mateus Brum Brenner, Eduardo Madalosso Zanin, Davyd Emaanuel Fin Lehmann, Gustavo Do Santos Raupp, Marcelo Beck Guimarães, Rafael Carvalho Ipê Silva, Ricardo Breigeiron
2014 Scientia Medica  
Trabalho apresentado à Semana Acadêmica Prof. Eduardo Paglioli, realizada em junho de 2013 no Hospital São Lucas da PUCRS, Porto Alegre, Rio Grande do Sul. RESUMO Objetivos: Relatar o caso de um paciente com quadro de abdome agudo obstrutivo por hérnia interna, que apresentou diagnóstico desafiador, devido a procedimentos anteriores e ao perfil individual, e realizar uma breve revisão da literatura sobre os tipos de hérnia. Descrição do caso: Um homem de 44 anos, etilista, usuário de crack, com
more » ... uário de crack, com cirurgia prévia para redução de prolapso de colostomia, retorna à emergência dois dias depois do procedimento, com dor epigástrica, náuseas, vômitos e parada na eliminação de fezes. Em 24 horas houve evolução do quadro clínico para abdome agudo. Na laparotomia exploratória evidenciou-se massa inflamatória aderindo o cólon esquerdo ostomizado às alças intestinais e à parede abdominal, com herniação de um segmento de delgado. Conclusões: Abdome agudo pode ser um quadro clínico de manejo difícil em alguns episódios, como o relatado, em que os sintomas e sinais clínicos iniciais não evidenciam a magnitude e a gravidade do caso. Casos como este, de hérnia interna de intestino delgado, podem servir de alerta para futuras condutas em casos duvidosos. ABSTRACT Aims: To report the case of a patient with acute intestinal obstruction by internal hernia, that presented a challenging diagnosis due to previous procedures and individual profile, and to perform a brief review of the literature on the types of hernia. Case description: A 44 year-old man, alcoholic, crack user, with prior surgery for reduction of prolapsed colostomy, returns to the emergency room two days after the procedure, with epigastric pain, nausea, vomiting and without bowel movement. There was progression of the disease to acute abdomen in 24 hours. An exploratory laparotomy revealed an inflammatory mass adhering to the left colon stoma and abdominal wall, with herniation of a segment of small intestine. Conclusions: Acute abdomen may be a condition of difficult clinical management in some cases, as the one herein reported, where initial clinical signs and symptoms did not portray the severity of the disease. Cases as this one may be used as examples for decision-making in difficult situations.
doi:10.15448/1980-6108.2014.3.16403 fatcat:z2meaqhlnbgcbh4dhzmeab34pq